Vereadores elegem Vagner Andrade presidente do Legislativo para 2018

O vereador Vagner Almeida Andrade foi eleito presidente da Câmara Municipal de Patrocínio Paulista para o exercício de 2018. A eleição aconteceu durante a sessão ordinária realizada na noite de ontem - a última ordinária do ano.

A eleição também escolheu a mesa diretora que vai trabalhar ao lado de Vagner no próximo exercício. O vice-presidente eleito foi Ricardo Magrin; o primeiro-secretário eleito é o vereador Alcides Resende de Faria e, o segundo secretário, Lourival Crispolini.

Vagner agradeceu a confiança dos votos dos colegas. "Quero agradecer a cada um de vocês. Dizer que aprendi muito ao lado do Ricardo Rocha e do Dr. Júnior. Seremos todos parceiros nesta Casa de Leis, que é a Casa do Povo. E que ela continue sendo como sempre foi: honesta e trabalhadora", disse Vagner.

Vagner reivindica aumento na verba para castrar cães e gatos

Indicação do vereador Vagner Andrade que foi encaminhada a Prefeitura, pede ao prefeito Mauro Barcellos que viabilize no próximo processo licitatório o aumento da verba destinada à castração de cães na cidade.

Segundo Vagner, é grande a quantidade de animais que perambulam pelas ruas do município e se faz necessário o aumento, urgente, das castrações em fêmeas de cães e gatos. O vereador sugere que se comece a castrar, também, cães e gatos machos a partir de 2018.

Alcides pede limpeza das quadras da Prainha e construção de arquibancadas

O vereador Alcides Resende Faria apresentou indicação na sessão de ontem da Câmara Municipal pedindo que o setor de serviços da Prefeitura faça a limpeza das quadras de esportes da Prainha. Ele solicitou, também, que o município viabilize a possibilidade da construção de pelo menos quatro lances de arquibancadas de cimento no local, onde as pessoas poderão assistir os jogos de maneira confortável.

Marcos cobra documentação de feirinha do Brás

 

 O vereador Marcos Roberto Fernandes assinou dois ofícios que foram encaminhados à Prefeitura e Polícia Militar pedindo a fiscalização nos documentos para o funcionamento da Feirinha do Brás, que está programada para o final de semana.

Segundo Marcos, o evento do ano passado funcionou sem alvará e, neste ano, ele está cobrando mais rigor na fiscalização. "Eles têm esse hábito. Vem, monta tudo sem documentação e depois não saem. No ano passado também não tinha policamento suficiente. Então é preciso cobrar que tudo esteja regular para funcionar", disse Marcos.